SharePoint
A Casa da Bernarda Alba - 50 Anos de Comuna
23/09/2022 09:00
Mais Sindicato
Após a morte do marido, Bernarda Alba impõe às suas cinco filhas um período de oito anos de luto marcados por uma severa e opressiva disciplina. Porém, Adela, a mais nova da família, rebela-se contra o regime imposto pela mãe por amor a um aldeão prometido em casamento à irmã mais velha, Angústias. Contra as normas impostas, a coragem de jovem ao enfrentar a ordem autoritária e repressora conduzida pela mãe abalará irremediavelmente a vida de todas as mulheres que habitam a casa.

Escrita pelo poeta e dramaturgo espanhol Federico Garcia Lorca em 1936 – e, segundo consta, finalizada apenas 30 dias antes do seu assassinato pelas tropas nacionalistas –, A Casa da Bernarda Alba regressa à cena por ocasião da celebração dos 50 anos da Comuna, numa encenação de Hugo Franco. Contudo, à semelhança do que há uns anos sucedera com Hamlet, quando o encenador entregou todos os papéis da tragédia de Shakespeare a mulheres, aqui, Franco desafiou um elenco inteiramente masculino a desempenhar Bernarda, as suas cinco filhas e La Pôncia, a implacável e fiel criada da matriarca.

Outra curiosidade: o espetáculo reúne pela primeira vez no mesmo palco três atores veteranos e figuras incontornáveis do teatro português – João Mota (num surpreendente regresso ao palco), Carlos Paulo e João Grosso.

texto de Frederico Bernardino/Agenda Cultural de Lisboa, setembro de 2022

Ficha técnica
Comuna Teatro de Pesquisa;
Texto: Federico García Lorca;
Direção: Hugo Franco;
Interpretação: Carlos Paulo, João Mota, João Grosso, Francisco Pereira de Almeida, Gonçalo Botelho, Luís Garcia, Miguel Sermão e Rogério Vale.

Quartas e quintas, às 19h00; sextas e sábados, às 21h00; domingos, às 16h00, até 23 de outubro, no Teatro da Comuna.

Reservas: reservas@comunateatropesquisa.pt | T.217 221 770

Fonte: Agenda Cultural de Lisboa